25 junho 2014

Lendo e Resenhando: Entre o Agora e o Sempre - J. A. Redmerski


Título: Entre o Agora e o Sempre
Título Original: The Edge Of Always
Páginas: 304
Editora: Suma de Letras
Autora: J.A. Redmerski
ISBN: 9788581052151
Ano: 2014

Atenção: Está resenha pode conter spoiler caso não tenha lido Entre o Agora e o Sempre.

Cinco meses depois de se encontrem durante uma viagem de ônibus, o romance de Andrew e Camryn continua as mil maravilhas, eles não poderia está melhores, para completar um bebê está a caminho. Com um futuro animador e cheio de planos para a nova família que se forma, mal podiam imaginar a tristeza que abateria os dois, principalmente a Camryn.

Em quando Andrew tenta supera mais essa fase negra de sua vida, percebe que Cam não está tão determinada a isso. Por isso em uma tentativa de trazer a felicidade e os velhos tempos de volta, Andrew decide que o lugar onde se conheceram é a melhor maneira de fazer isso.

Sempre que gostamos muito de um livro ficamos desejando uma continuação, principalmente se é um livro único. Mas no caso de J.A. Redmerski, ela resolveu ser boazinha e escrever mais um pouco sobre Andrew e Camryn.

Fiquei completamente com o pé atrás, já circulava que estre foi um livro desnecessário e que nem se comparava ao primeiro. Após ler realmente foi essa a constatação.

Entre o Agora e o Sempre foi de fato um livro desnecessário, porém interessante de ser ler.

A receita é a mesma uma grande tristeza que leva os protagonistas de volta a estrada, como se fosse uma cura para todas as dores que os cinco meses em que ficaram no Texas trouxe.

Ao contraio do primeiro livro, não fiquei ansiosa por saber o que ia acontecer e acaba devorando ele em poucas horas. No início foi empolgada, mas depois perdi completamente o ritmo, na consegui ficar presa na leitura como antes. Em alguns momentos achei muito maçante e pensei até em dá um tempo, mas não o fiz por medo de não consegui pega depois.

O mais legal é que Redmerski fechou tudo, se antes queríamos saber mais do que aconteceria, este livro contou tudo. E quando digo tudo e tudo mesmo, não deixou espaço para “Como será que eles vão viver agora?”.

A road trip não foi contagiante como antes, porém teve a sua importância na autoaprendizagem para os personagens perceberem que as coisa mudam e não podem ser iguais. Os personagens por sinal continuam apaixonantes, alguns podemos até conhecer mais do que o primeiro livro tinha nos permitido. Algumas passagens ainda conseguiram me emocionar e o melhor foi terminar a leitura coma sensação de que o que podíamos tira dessa estória, foi tirado. Talvez a autora também sinta isso.

Aconselho a não irem com sede ao pote para essa leitura, principalmente se você amou o primeiro e espera sensação semelhante. Como já disse é um livro desnecessário, porém um final inquestionável.  


Avaliação:


23 junho 2014

[Pipocando] A Culpa é das Estrelas


Começo a crítica chateada por só ter visto o filme duas vezes. Queria ter ido pelo menos uma cinco, mas até que o filme está ainda passando em muitas salas aqui na cidade e há chances de ser visto mais vezes.

A Culpa é das Estrelas com certeza foi a adaptação mais esperada e chorado no ano. Depois de muitas criticas negativas sobre a escolha de Ansel Elgort para o papel de Gus, foi bom ver muitos pagando a língua.

O enredo do filme já esta cansativo de falar, mas vamos dizer ele, vai que alguém nem sabe do que estou escrevendo.

Hazel Grace é uma jovem que tem câncer e graças a um novo tratamento sua doença deu uma melhorada, mas não a curou. Sua mãe achando que ela está depressiva convence que ela participe de reuniões em um grupo de apoio e lá conhece o charmosíssimo Augustus Waters. A partir dai vai surgindo uma estória de amizade que cresce tanto a ponto de estarem perdidamente apaixonados.

Sem duvidas uma das melhores adaptações, extremamente fiel e conseguiu me emocionar tanto quanto no livro. Emocionar é modo de falar, por que se não fosse a colega do lado estaria rolando no chão de tanto chorar.

Shailene Woodley foi uma Hazel que no inicio ficou um pouco distante das emoções que esperava ver, porém ao longo do filme se joga tão profundamente na personagem que fica difícil negar que esta foi outra escolha perfeita.

Logo no início já sabemos o que nos espera, e em nenhum momento somos presentados com uma cura milagrosa para a doença de Hazel, mesmo que torçamos para que algo espetacular aconteça. Isso até acontece mais não é nada espetacular ao ponto de nos deixar felizes.

O filme também conta com Laura Dern como mãe de Hazel, e se tem partes que me deixam extremamente tocadas são com ela. Outra participação é de Willem Dafoe, como Peter Van Houten o autor do livro preferido de Hazel e que também vira de Gus. Dafoe é aquele ator que não vou com a cara, meu santo não bate com o dele, coisas de vidas passadas só pode ser, pois nem o conheço pessoalmente, porém algo é inegável ele é um P.... ator e sua interpretação foi bem convincente.

No cinema vi MUITA gente chorando e o filme é isso mesmo, muitas lágrimas e uma reflexão de sobre ser jovem, mas não ter chances de fazer coisas que nos tornem inesquecíveis para o mundo, porém que podem nos tornar inesquecíveis para as pessoas que realmente importam.


21 junho 2014

[Resultado] Sorteio Intenso Demais


Saiu o resultado do sorteio dos dois kits de Intenso Demais.

As duas sortudas que vão receber os livros e mimos são:

Kit 1 - Sara Brandão
Kit 2 - Sabrina Mercier

Atualizado dia: 25/06/2014

Com as ganhadoras anteriores não responderam o e-mail enviado no prazo indicado, outro sorteio foi feito.
As novas ganhadoras são:

Kit 1 - Amanda Feiitas
Kit 2 - Elisa Luz Adorna

17 junho 2014

Lendo e Resenhando: Cair das Trevas - Cate Tiernan


Título: Cair das Trevas (Amada Imortal - Volume 2)
Título Original: Darkness Falls
Autor: Cate Tiernan
Páginas: 256
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501092663
Ano: 2013

Atenção: Essa resenha pode conter spoilers caso não tenha lido Amada Imortal.

Um young adult de ritmo mais lento do que os que estamos acostumados a ver por ai. Amada Imortal, primeiro volume da trilogia, nos apresentou a Nastasya, uma imortal de quatrocentos e poucos anos, e sua complicada vida.

Em no primeiro livro a protagonista, fugiu de seu melhor amigo, após vê-lo deixar um taxista incapacitado. O episódio fez a moça começar a questionar sua existência e a maneira como tem vivido. Tudo isso acabou levando-a a River’s Edger, uma espécie de centro de reabilitação para imortais.

A vida campestre foi o que mais desagradou Nastasya, não vamos nem comentar a comida. No primeiro livro o que mais irritou foi a experiente, para não dizer velha, Nas ser uma reclamona e até pegar os ovos no galinheiro se tornou uma grande batalha.

Mas não se pode negar que Cate Tiernan criou uma personagem engraçada. A protagonista ainda me fez rir bastante.

Em Cair das Trevas os poderes de Nastasya começam a se desenvolver, a convivência em River’s Edger tem dado resultados, mas os mistérios em volta dela só parecem aumentar cada vez mais.

O livro foi bem menor que o primeiro e com certeza no quesito acontecimentos misteriosos superou. E se tratando do iminente romance de Nas com o deus viking, Reyn continuou sendo pouco explorado, isso me faz pensar se no terceiro volume vamos ter mais deles juntos.

Em comparação com o primeiro esse não me conquistou tanto. Começo ter a impressão que a autora gosta muito de escrever e acaba perdendo o foco de dizer logo o que quer, criando altos e baixos no enredo. Pode ser que isso seja uma estratégia para o fechamento da estória, mas o que esse livro teve de mais fino que o primeiro, teve também de leitura mais enrolada para terminar.

Cair das Trevas recebe uma estela a menos que Amada Imortal, mas com a torcida para que o final seja tudo aquilo que a série não foi até agora.

AVALIAÇÃO:


Trilogia Amanda Imortal

2 – Cair das Trevas
3 – Inimigo Sombrio (Lançamento em Junho/2014)

 




15 junho 2014

Caixa de Correio #37


Olá!!

Primeiro domingo de Copa do Mundo no Brasil. Para mim é um período de porre, porque na TV não fala de outra coisa, na internet não se fala de outra coisa e os jornais, em qualquer veiculo, só de fala de copa e como trabalho com jornalismo, porém que não é esportivo, isso é o ócio.

Porém resta mais tempo para por a leitura em dia, já que não assisto todos os jogos e finalmente estou de férias da faculdade. 

O correio de hoje está super recheado, já que semana passada não tive tempo de escrever, porque fui mais uma assistir A Culpa é das Estrelas. Já fui duas vezes e vocês?

Mas vamos ao que interessa e ver o que chegou aqui.

10 junho 2014

Lendo e Resenhando: Rosa Negra - Nora Roberts


Título: Rosa Negra (Trilogia das Flores #2)
Título Original: Black Rose (In The Garden #2)
Páginas: 350
Editora: Bertrand Brasil 
Autora: Nora Roberts
ISBN: 9788528616170
Ano: 2012

Atenção: Esse livro é sequência de Dália Azul e pode conter spoiler.

Rosalind Harper é uma mulher de fibra, viúva criou seus três filhos, sozinha e ainda começou a dirigir um viveiro. As flores e plantas são mais do que um passatempo, são quase parte de Roz. Mas sua casa continua sendo assombrada pelo fantasma da Noiva Harper e decidida a descobrir quem foi a mulher, cuja alma assombra a Harper House, ela contratar o Dr. Mitchell Carnegie, um genealogista que irá geração a geração tentar encontrar a verdade.

Em meio às investigações e ter que lhe dar com o ex-marido que voltou a cidade para fazer da vida de Roz um inferno, uma atração entre ela e Mitchell só deixa a Noiva Harper mais irada.

O diferencial desse livro é o casal protagonista que já passou a muito tempo dos louros da juventude, o que trouxe uma maturidade a relação que se constrói.

Mitchell foi um personagem encantador, determinado a ajudar a descobrir o mistério da Noiva, quase se mudo para a biblioteca da mansão. Conhecemos também o filho dele e é tão linda a relação deles.

E o que dizer de Roz? Que mulher incrível. Mesmo com toda aquela posse de durona que veste roupa surrada e suja as mãos na terra, tem um lado super feminino e amoroso.

O fantasma nada camarada está aterrorizante nesse livro, parece que cantar para as crianças não é mais suficiente e a Noiva Harper é protagonista de alguns episódios que na mesma hora eu mandaria chamar um padre, pai de santo, os irmãos Winchester para tirar essa mulher de lá.

Mas nem ela conseguiu ganhar meu ódio mortal, esse prêmio ficou para o ex-marido de Roz, Bryce. Leia e venha juntar-se ao clube.

Nora Roberts ainda dá espaço para os outros personagens então podemos matar a saudades de Stella, seus filhos e Logan. Também temos contato com os filhos de Roz e Hayley e sua filha, que por sinal quase me mata com tanta fofura.           

Mais uma vez estou encantada pela narrativa de Nora Roberts. Não dá nenhum pouco de vontade de larga o livro até e quando chega ao fim você já fica louca para ler o seguinte, que por sinal é o que mais quero ler, desde que comecei a trilogia.

Se tem uma autora que nasceu com o dom, esse foi Nora Roberts. A cada livro me encantando e me fazendo agradecer por quando tinha 15 anos ter começado a ler os livros dela.


Avaliação:





Trilogia das Flores:

2 – Rosa Negra
3 – Lírio Vermelho

06 junho 2014

[Semana Intensa Demais] Sorteio Intenso Demais



Quem quer levar esse super lançamento da Editora Valentina para casa?

Para fechar a Semana Intensa Demias, não será um sorteio, mais sim dois.

São dos formulários e nele você fica até sabendo todos os blog que participaram dessa semana super maravilhosa.

Como o banner já diz, mas não custa nada repetir o kit vem com:

1 exemplar de Intenso Demais
1 Chaveiro 
1 Bottom 
1 Caneca 
1 Kit de marcadores

Promoção valida até o dia 20/06.


[Semana Intensa Demais] Booktrailer Intenso Demais


Demorou um pouco mais saiu o booktrailer de Intenso Demais.

Adorei a música. *-* Imagine Dragons, alguém me diz onde tem essa versão ai!




04 junho 2014

Lendo e Resenhando: Morra Por Mim - Amy Plum


Título: Morra Por Mim
Título Original: Die For Me
Autora: Amy Plum
Páginas: 424
Editora: Farol Literário
ISBN: 9788562525940
Ano: 2013


As irmãs Kate e Georgia tiveram que deixar a vida que tinham na América para uma mudança radical para Paris, após a morte de seus pais, os únicos que podiam acolhê-las eram os avós. Georgia, a mais velha, esquecia a dor da perda se jogou na vida das baladas. Kate já é mais tímida e prefere a companhia de um bom livro.

Certo dia ao sair para ler em um café conhece Vincent. Bonito e misterioso, o rapaz guarda um segredo que logo é descoberto por Kate, ele é um imortal, e outras revelações à deixa entre a dúvida de continuar em sua vida segura ou ouvir o coração e aceitar todas as consequências dessa escolha.

A primeira impressão que temos sobre Morra Por Mim é que será mais um livro sobre vampiros, afinal a palavra imortal automaticamente é associada a esse ser, mas isso não passa de um engano. Amy Plum conseguiu trazer um novo ser sobrenatural à tona e cativou com sua narrativa.

Sabe um livro que é tão gostoso de ler, que quando menos esperamos já acabamos de ler? Foi o caso deste, com uma escrita fluida e fácil, somos facilmente transportados para uma Paris misteriosa e encantadora. Kate tem uma veia para a arte, mas isso não faz com que tenhamos uma aula e sim algumas referencias que me fez quere saber mais, ela também mostra uma maturidade sem igual, tudo que falta nesse quesito em sua irmã, está nela.

Vincent é um personagem encantador, se Edward Cullen se achava romântico, devia ir a França tomar umas aulinhas com esse rapaz. Não é difícil entender por que Kate fica logo encantada pelo sedutor parisiense. Para manter o mistério a cerca de Vincent, o melhor é pouco falarmos dele.

Fui conquistada desde o primeiro capítulo por essa estória, apesar de um romance sobrenatural, a veia romântica de Plum foi o mais predominante, mas preparem-se para os conflitos que a condição de Vincent traz.

Como já é rotineiro com livros que possuem sequência, fiquei com gostinho de quero mais ao terminar e imaginando o que Amy Plum nos reserva tanto ao romance quanto aos conflitos. Até Que Eu Morra, tem previsão de chegar às livrarias em maio e não cometerei o mesmo erro que cometi nesse, será comprado assim que lançar.

Avaliação:




Trilogia Revenants:
1 – Morra Por Mim
2 – Até Que Eu Morra (Previsto para Junho 2014)

2.5 – Die For Her (Não lançado no Brasil)
3 – If I Should Die (Não lançado no Brasil)

[Semana Intensa Demais] Intenso Demais por S. C. Stephens


Hoje a entrevista com S. C. Stephens continua e vamos saber mais sobre o livro Intenso Demais pela própria autora e conferi as inspirações músicas para o D-Bags, a banda que gostaríamos muito que existisse no mundo real também. 

Fiquei tão feliz ao ver a banda em qual S.C. Stephens se inspirou por que é uma que eu AMO, desde os 10 anos. *-* Muito amor!


De onde veio a inspiração para Intenso Demais?

SCS: Muitos sonhos acordada e muitas horas ouvindo música. Música é algo grande para mim quando estou escrevendo. Uma das maiores razões para Kellan estar numa banda é porque eu o vi tão claramente enquanto escutava algumas das minhas canções favoritas do Linkin Park, The Fray e One Republic (eu era obcecada com o álbum Dreaming Out Loud e não parava de escutar). Comecei a enxergar uma imagem clara do Kellan cantando no palco. Seu caráter floresceu desde aquelas primeiras visões. Por um tempo, ele era apenas meu cantor imaginário sem nome, alguém em quem eu pensava enquanto corria na esteira...e então eu me deparei com minha inspiração por Denny. Ele é baseado em um autor australiano fofo e adorável de nome Craig Horner. Eu comecei a imaginar alguma pobre garota tendo que escolher entre esses dois caras bem diferentes. Sentei uma noite e escrevi a cena da barraca de café. Depois comecei a perguntar a mim mesma um pouco do porquê, quando e como. Me diverti tanto descobrindo os eventos que levaram até essa cena, que eu imediatamente comecei a sonhar com cenas adicionais. Antes que eu soubesse, já tinha vários capítulos completos, e ainda mais perguntas a responder.

Algum personagem de Intenso Demais é baseado em alguém que você conheça? Alguma situação vem de uma experiência pessoal?

SCS: Me perguntam o tempo todo e isso sempre me faz sorrir. Eu amo que a história pareça tão plausível que as pessoas começam a se perguntar se é real... isto significa que estou fazendo alguma coisa certa. Mas, não, nada neste romance vem de uma experiência pessoal. A única similaridade com a minha vida é o fato de a Kiera ter alguns dos meus caprichos, inseguranças e aspirações de escrita.

Quais foram as suas inspirações para os outros livros?

SCS: A maioria dos meus livros começaram com uma imagem, ou às vezes, apenas um diálogo. Tramas e enredos provinham de uma troca ou ideia inicial. Com Collision Course, eu estava dirigindo para casa durante uma chuva torrencial e esperando que nada aconteça. Com It’s All Relative, eu estava assistindo um programa de TV e imaginei duas pessoas, que nunca pensaram em se ver novamente, encontrando-se para visitar a mesma pessoa no hospital. Com Not a Chance, eu estava em um banco, escutando uma garota falando no celular, contando para um amigo que sua carteira foi roubada. Com Conversion, eu estava assistindo um filme que não tinha nada a ver com vampiros... mas de alguma maneira eu comecei a pensar sobre um diálogo entre uma humana normal e um homem que era “um pouco” vampiro. Sempre que eu vejo ou ouço alguma coisa que me dê alguma ideia, eu anoto isso e coloco em uma pasta de “ideias”. Eu tenho muito mais histórias em minha mente do que tenho tempo de escrever!

Você pensa em fazer algo além do terceiro livro da série?

SCS: O terceiro livro talvez não seja o último livro que eu escreva com os personagens. Estou muito tentada em trabalhar em algo com Anna e Griffin. Eles realmente cresceram em mim, e Griffin é muito divertido de se escrever. Eu também andei pensando na ideia de um prequel para Thoughtless centrada em torno de Kellan e os D-Bags, quando eles se conheceram. E eu também considerei reescrever Thoughtless pelo ponto de vista de Kellan.

Como é a música dos D-Bags?

Essa é a banda Linkin Park.
Fonta: Achei no google.
SCS: Há muitas músicas que me fazem pensar nos D-Bags. Partes de algumas canções me fazem pensar exatamente neles em minha mente – frases, palavras, respirações que me fazem suspirar. Mas estas músicas são aquelas que capturam perfeitamente o som da banda e o “tom” de Kellan.
“New Divide” do Linkin Park. Esta é A música dos D-Bags. São exatamente eles na minha cabeça.
“Leave Out All The Rest” do Linkin Park. Esta é a música favorita da Kiera. Aquela que ela ouve no primeiro capítulo, que a faz dar uma segunda olhada em Kellan.
“Shadow of the Day” do Linkin Park. A voz dele nessa música… linda. Exatamente como eu imagino o Kellan.
“What I’ve Done” do Linkin Park. Outra que é exatamente como os D-bags.
Como vocês podem ver, Linkin Park é como eu imagino os D-Bags. Estas músicas de outras bandas são muito próximas também:
 “Time After Time” - Quietdrive
“The Reason” - Hoobastank
“Come Undone” - My Darkest Days
“Can’t Forget You” - My Darkest Days
“Take a Picture” - Filter
“Gives You Hell” - The All-American Rejects

Seus livros tem um desenvolvimento espetacular. Você costuma ficar “presa” quando escreve? Se sim, quais são os seus truques para voltar ao caminho?

SCS: Eu travo algumas vezes. Quando isto acontece, eu releio partes anteriores, olho minhas notas ou pulo esta parte por um tempo. Eu percebi que fazer coisas monótonas ajuda a clarear a minha mente, então eu faço uma caminhada ou limpo a casa. Por causa disso, você pensaria que a minha casa é muito, muito limpa... mas não, realmente não.

Nós ouvimos sobre o final original de Intenso Demais, de partir o coração. Você poderia nos explicar sua decisão de escrever originalmente um final assim? Você o planejou o tempo todo ou ele veio a você parte por parte até chegar nessa difícil decisão?

SCS: Isto foi um pouco duro, eu suponho. Eu lembro exatamente quando pensei nesse final. Eu estava completamente dentro da história e não sabia exatamente como queria que terminasse – garota com garoto 1, garota com garoto 2 ou garota sozinha. Depois, enquanto eu estava fazendo o jantar, a ideia de que a garota poderia ser morta chegou a mim. Parecia uma maneira diferente e inesperada de terminar, então eu comecei a pensar em como isto iria acontecer. E depois eu escrevi essa linha, “Ele implorava a mim durante horas por perdão todos os dias... e a cada dia eu o dava”. Eu decidi trabalhar em torno disto, e até escrevi os títulos dos livros que viriam depois deste final triste. A primeira sequência seria chamada “Fracture”, contada pelo ponto de vista do Kellan, sobre como ele lidaria com a morte de Kiera.

Qual foi a resposta dos seus primeiros leitores on line, quando eles viram esse final?

SCS: Eu tinha o final trágico e a história seguinte pronta muito antes de colocar Intenso Demais no FictionPress. Eu soube no meio do caminho quando postava a história que esse final não iria ser muito bem aceito. Eu sabia o quanto eu amava o Kellan, mas não tinha antecipado a resposta dos leitores a ele... e eles o queriam com a Kiera. Senti o maior aperto no meu estômago quando postei o final... apenas esperando pelos e-mails de ódio chegarem. E, assim que eu postei, os fãs que eu já tinha neste momento deram sua opinião. A maioria, como podem imaginar, não estavam felizes com o final. Alguns dos que odeiam a Kiera pensaram que era perfeito. Eu realmente levei cada resenha em consideração, porque eu estava feliz e triste com o final também.

O que a influenciou a revisá-lo e mudar para o final atual?

SCS: Algumas resenhas muito bem escritas no FictionPress me mostraram que um final alternativo ao meu trágico inicial não era apenas possível, como iria aprofundar a história. Como eu tinha uma relação de amor e ódio com o final original, comecei a realmente pensar em mudá-lo. Então, um fã me mostrou a música “Run”, no Snow Patrol, e a batida, o tom dela, instantaneamente me deu a ideia para o final atual. Eu me apaixonei pela cena em minha mente e decidi mudar de vez. Os fãs, em sua maioria, concordaram com a minha decisão.

Quem você imagina como Kellan? Algum ator, modelo ou músico que te “lembre” ele?

SCS: Ah, todo mundo quer saber como Kellan se parece. Honestamente, eu não gosto de dar muitos detalhes das minhas várias inspirações, que me levaram, a ele, porque eu amo que todos têm suas próprias versões do “homem perfeito”... e eu tive algumas excelentes imagens de alguns homens muito lindos e atraentes como resultado. E, realmente, todas as minhas inspirações originais para ele sumiram no segundo plano agora que Kellan é tão vivo em minha mente.
Kellan se parece com... Kellan. Bem, exceto por esse cara aleatório que eu vi na padaria uma vez. Ele se parecia assustadoramente com o Kellan da minha mente que eu surtei! Eu queria ter tirado uma foto ele, mas isto teria sido muito estranho. “Hey, você se parece muito com o cara que eu imagino...”.

Fontes:
http://aestasbookblog.com/scstephen/


Que ouvir as músicas citadas na entrevista, então confira a palylist aqui.

03 junho 2014

[Semana Intensa Demais] A autora - S. C. Stephens



S. C. Stephens é uma autora best-seller que gosta de passar cada momento livre criando histórias que são embaladas com emoção e com bastante romance.
Seu romance de estreia, Thoughtless (lançado aqui no Brasil com o título de Intenso Demais), um impensado triângulo amoroso, cheio de angústia, paixões intensas e o inesquecível Kellan Kyle, transformou o mundo literário em uma tempestade. Maravilhada e surpresa pela resposta vinda do lançamento de Thoughtless em 2009, mais histórias vieram rapidamente. Stephens não parou de escrever desde então. Além de escrever, Stephens gosta de passar tardes ao sol lendo romances fabulosos, carregar seu iPod com músicas, ir ao cinema e passar um tempo de qualidade com seus amigos e família. Ela mora atualmente no fantástico Noroeste do Pacífico com seus dois filhos igualmente lindos.


A seguir vocês conferem uma entrevista com a autora, onde fala sobre o inicio da carreira, o processo de criação de seus livros e quais cenas mais gosta de escrever.


02 junho 2014

[Semana Intenda Demais] O Livro - Intenso Demais


Está começando hoje a Semana Intensa Demais.

A inciativa para promover o lançamento do livro Intenso Demais surgiu da fan page Thoughtless Brasil e do blog Every Little Book com o apoio da Editora Valentia e que 
recebeu de braços abertos blogs e leitores que gostaria de fazer parte do projeto.

E claro que eu como louca pelo gênero New Adult e muito curiosa para conhecer o trabalho 
da autora S. C. Stephens, não poderia ficar de fora dessa.

Para começar hoje vamos conhecer um pouco sobre o livro, que é o mais recente lançamento da Valentina.

Primeiro vamos ver o que andam dizendo por ai sobre este livro.


“Com impecável e dilacerante honestidade, Stephens retrata a realidade de um triângulo amoroso e toda a sua inevitável problemática. Intenso Demais é um desses romances que, ao final, deixam o leitor pensando durante dias, senão semanas” Tammara Webber, autora do best-seller Easy

“Se você amou Belo Desastre, prepare-se para se apaixonar por Intenso Demais.” Nightly Reading Blog

“Depois que você começa... prepare-se: não dá mais para parar!” Abbi Glines, autora do best-seller Paixão sem Limites

“Totalmente viciante, belo e envolvente.” Tracey Garvis-Graves, autora do best-seller Na Ilha.

“Esse é um daqueles livros que se entranham na sua vida. Um romance que você jamais esquecerá.” My Guilty Obsession

Sinopse:

Ela ultrapassou perigosos limites e agora não há mais volta. Traição, amor e paixão. Chegou a hora da decisão de uma vida.

Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis: apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida – Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade –, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.


Intenso Demais teve sua primeira edição lançada em 2009 nos EUA e ao longo destes cinco anos já foi avaliado 84.489 e tem uma media de avaliação de 4.21 estrelas (até o fechamento dessa matéria).

No nosso Skoob as avaliações ainda são pouca já que o livro está acabando de sair, mas já marca 4.4 estrelas.

Amanhã iremos conhecer mais sobre a autora,S. C. Stephens, e conferir a primeira parte de uma entrevista com ela. 

01 junho 2014

Caixa de Correio #36




Olá leitores!

Quase de férias da faculdade por aqui, amanhã apresentar o último trabalho e ai entro no meu retiro de leitura até a viagem para as festas juninas.

Na sexta-feira mais uma vez marquei presença no cinema e dessa vez não teve resistência, passei na livraria e comprei.

Minha intenção era trazer Belo Casamento, porém nenhum Saraiva de Salvador tem na loja, então acabei encomendado. Também trouxe dois filhotes para casa.

Peguei Simplesmente Irresistível da Rachel Gibson. Já li Loucamente Sua da mesma autora só que acabei nem resenhando, era tanto erro de revisão. Espero que esse tenha menos por que a estória parece ser uma amorzinho.

O outro livro nem estava na minha lista de prioridades de compra, mas pela metade do preço acabei trazendo, No Limite da Atração para casa. 


Um New Adult e não resisto a eles.

                                         
Essa semana só foi isso. E fiquem ligados amanhã começa uma semana toda especial aqui no blog e redes sociais.