19 abril 2017

[Resenha] Animate Me: Amor Criativo - Ruth Clampett


Título: Animate Me – Amor Criativo
Título Original: Animate Me
Autora: Ruth Clampett
Páginas: 400
Editora: nVersos
ISBN: 9788564013933
Ano: 2014

Sinopse:  O livro é narrado por um nerd – Nathan, um rapaz de 20 e poucos anos, tímido, talentoso, fã de quadrinhos e que nutre uma paixão secreta por sua colega de trabalho, a executiva Brooke, de 30 anos. 
Sem esperanças de que um dia a garota poderia sequer notá-lo, Nathan começa a escrever uma história em quadrinhos com sua versão do mundo a partir do seu amor por ela. O que ele não esperava era que um projeto em comum os unisse. A partir de um encontro inesperado numa loja de acessórios para computadores, Nathan passa a levar café para Brooke todas as manhãs em seu escritório, mas um detalhe pra lá de sedutor marca o ritual: em cada copo ele desenha uma ilustração, e cada imagem é uma espécie de sinal que apenas eles conhecem. 
Depois de saber que Nathan está apaixonado por uma colega de trabalho, Brooke passa a ajudá-lo a tornar-se um conquistador, porém, mal sabe ela que a tal colega é ela mesma. Depois de algumas “aulas” recheadas de muito erotismo, o casal mergulha num tórrido romance. O único problema é que Brooke é uma mulher comprometida, e com ninguém mais ninguém menos que com o presidente da empresa em que eles trabalham.

Um livro meio geek, mas totalmente apaixonante e com situações que a capa e a sinopse não deixam nada evidente. Acho que em 99% dos casos de interesse em ler esse livro são motivados pela capa e me coloco nessa estatística. Quem lê a sinopse de Animate Me espera um daqueles romances fofinhos do cara excluído com a garota popular, mas Ruth Clampett conseguiu levar o universo das animações a um outro nível.

Para começar, o livro é totalmente narrado por um personagem masculino. Nathan é um ilustrador de mão cheia e trabalha na República do Rabisco, uma empresa responsável por produzir várias animações para a TV. Além desse trabalho, nas horas vagas, ele de forma independente produz seu próprio HQ, a saga de uma super-heroína chamada Garota-B.

O que ninguém sabe é que essa personagem é inspirada em Brooke, que trabalha na área de desenvolvimento da República do Rabisco. Os dois não se conhecem, mas após uma reunião, em que Brooke discursou, Nathan não consegui tirá-la da cabeça. E desenvolveu um amor tão platônico, que para externalizá-lo criou a Garota-B.

Certo dia ao sair com sua equipe para o horário do café na Starbucks, Brooke cruza com o grupo no elevador e se lamenta por não poder ir. Nathan então decide levar um café para ela e faz uma ilustração em seu copo. Ela fica surpresa com a atitude do rapaz e as entregas de café com copo ilustrado passam a ser diárias e pouco a pouco os dois vão criando uma amizade. Tudo corre bem até o dia em que Brooke acha que Nathan está interessado em uma colega de trabalho e como ele não nega, ela decide ajuda-lo a ser mais confiante para conquistar a moça. O que ela não cogita é que essa moça é na verdade ela.

O enredo de Animate Me pode parecer clichê, mas foi o recheio que me surpreendeu. Regado a muitas referências a desenhos e filmes animados, Ruth Clampett trouxe com detalhes e conhecimento os bastidores desse universo. Basicamente ela cresceu nesse meio, já que seu pai é Bob Clampett, um lendário ilustrador e animador da Warner Brothers, e ela mesmo já foi vice-presidente de Desenhos da Warner.

O que pode desanimar alguns leitores é o conteúdo erótico da obra. Não é nada que você vai dizer “ô meu Deus, que chato/ que absurdo/ que mal escrito”. Nas partes mais hots vemos um jogo de sedução com muito romantismo, mesmo que no início achemos bem estranho isso fazer parte da ajuda de Brooke para aumentar a confiança do Nathan. O erotismo não é o foco do livro, mas com certeza mostra que até os nerds tem sua sexy appeal.

A autora ainda traz uma história onde o homem é mais novo que a mulher, mas nem por isso vemos que é um fato que coloque barreiras na relação e a importância da família, temos muitas participações dos pais e irmão do Nathan. A grande barreira aqui é que Brooke tem um namorado e Nathan tem os seus segredinhos. Para piorar o namorado da moça é o chefão da República do Rabisco.

Ruth ainda consegue trazer ao relacionamento de Brooke um cenário em que o homem acha que o sucesso da mulher depende exclusivamente dele, quando percebemos que é ele quem impede que ela avance na carreira.

Eu fiquei completamente apaixonada pela história, pelo desenvolvimento da relação dos protagonistas e principalmente pelo Nathan ir descobrindo que é um cara bonito, que chama a atenção das mulheres, mas que precisa perder sua insegurança. O livro ainda conta com várias ilustrações, que fazem com que o leitor interaja mais com a obra e como estamos falando do universo as animações, com certeza foi uma adição bem pensada.

A diagramação e revisão da nVersos está impecável, o único problema é que a capa não conta com orelhas e as folhas são brancas, mesmo assim não senti qualquer desconforto durante a leitura. A borda lateral da folha conta também com um detalhe que achei ser erro de impressão, mas só no final percebi que passando as folhas rapidamente temos uma animação.

Animate Me – Amor Criativo é um livro único, cheiro de reviravoltas com um clímax que imaginamos que colocará tudo a perder, mas mesmo com um final fechadíssimo, nos deixa curiosos para saber o que o futuro reserva para vários personagens, principalmente Nathan e Brooke.

Avaliação:

4 comentários:

  1. Oi, Thiana. Já tinha lido outra resenha da obra mas que não tinha feito realmente jus ao livro, então até tinha desanimada de ler mas depois de ler sua opinião, já vou anotar a obra para próxima leitura. Acho maravilhoso misturar livros "nerds" com conteúdo erótico, afinal, todo mundo faz sexo, né? Não é só porque você é nerd que não pode ter o tal sexy appeal.
    Beijo! Blog Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã,
      Quando lançou esse livor eu fiquei louca para ler, mas sempre era caríssimo. Agora que finalmente li estou encantada. Amei de paixão e me fez querer mais coisas da autora.
      E olha que Sexy appeal o Nathan tem. Virou crush.

      Bjs.

      Excluir
  2. Ola
    Eu não conhecia esse livro, mas eu fiquei apaixonada pela capa, e pela premissa, já quero ler com certeza. Suas impressões me deixaram ainda mais motivada. Já quero saber mais sobre os personagens e o enredo. Que bom que te surpreendeu, por mais que pareça mesmo clichê, o que eu não ligo, porque adoro. As características dos personagens parecem ser super envolventes né?!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!
    Que maravilha de livro! Não tinha ouvido falar dele ainda, mas já quero agora na minha lista de leitura! Amo o estilo de história e com essa premissa então... me ganhou totalmente. Amei a resenha e muito obrigada pela indicação! Bjs e até mais!!!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir